sexta-feira, outubro 13, 2006

Narciso

Narciso era um homem lindissimo (desses que já não se fazem... provavelmente gostosão, educado e pouco burro... ) ou achava que era. Achava que era tão bom, tão bom, que rejeitava as pretendentes (miúdas boas, de bons principios, bem formadas e que gostavam mesmo dele). Não por não gostar delas, mas por achar que não estavam á sua altura. Ou, se não as rejeitava, relacionava-se com elas enquanto pudesse tirar dai alguma coisa boa para si mesmo.
Eco apaixonou-se por ele. Ao ser rejeitada, trancou-se no quarto sem comer nem beber, consumindo-se de dor, até desaparecer. (Havia de ser filha da minha mãe havia... Era porta abaixo e ainda apanhava por cima para aprender a não chorar por homem nenhum... "ah queres chorar?? Toma lá para chorares com motivo"...). Mas, como não era filha da minha mãe, a menina desapareceu só se conseguindo ouvir o eco da sua voz e as suas preces. Nemésis, a deusa da vingança (porque é que a deusa da vingança tem de ser mulher?!?), ouviu as suas preces e decidiu castigar Narciso para que sofresse da mesma forma que ela. Conseguiu-o fazendo com que Narciso se apaixonasse por si próprio ao ver a sua imagem reflectida na água do rio (se houvesse espelhos na altura, teria sido bem mais fácil).
Loucamente apaixonado, Narciso não conseguia parar de olhar para si mesmo, de viver naquela imagem que aos seus olhos parecia perfeita. Queria tocar e abraçar e ter para si o objecto do seu amor mas sempre que o tocava, este desvanecia-se. Embrenhado que estava na tarefa de se amar a si próprio nem se apercebeu que era a sua imagem que venerava e ao inclinar-se cada vez mais, caiu ao rio e afogou-se.


Temos pena.


Narciso não era perfeito. Apesar de lindo. E de certeza não era melhor que ninguém. Nem mesmo melhor que a Eco que até nem devia ser má miuda apesar de ingénua e sonhadora (Por amor da santa... morrer por um homem?!?). Narciso nem sequer sabia nadar (Yoooo).


É por isso que a história do Narciso sempre me atraiu. Porque eu até sou muito apologista da auto-estima, etc e tal. Gostar de si proprio é bonito e extremamente necessário nos dias de hoje. Mas SÓ gostar de si próprio... já chateia. Manter as pessoas à volta para beneficio exclusivo, sabendo que causa sofrimento... ignorar as preces, ser evasivo em relação aos sentimentos dos outros, jocoso até... e ainda achar que está certo???


O Narciso pronto, não teve culpa de tudo, a deusa Nemésis também teve a sua quota-parte de culpa... Entretanto desde a altura da mitologia grega até agora, Nemésis já se deve ter reformado. Sim, ninguém aguentava andar a vingar-se desde +- 700 A.C. até agora... Por isso não me venham com desculpas, a culpa dos Narcisos actuais serem narcisos é toda deles. Pena que, 2700 anos depois, os Narcisos ainda não tenham noção da realidade. De que são giros que dói e realmente adoráveis, mas que os outros... TAMBÉM.


É que ao outro ainda se perdoa que se apaixone por si mesmo, afinal era uma imagem reflectida num rio, podia dar margem a dúvidas... Mas hoje, com a quantidade de espelhos (de aumento até!) que há...


2 comentários:

cris disse...

Os Narcisos voltaram a usar-se tal como as sabrinas de verniz ...

Cabelos rebeldes com nuances, base e manicure, depilações e muito ginásio ...

para mim, e tu sabes, eles são como um chocolate ... Tens um desejo incontrolável de o comer ... escolhes o teu favorito e comes ... mas ficas com fome pouco tempo depois. são homens se absorção rápida!

Shara disse...

pós crê 'stianinha! ;)